Pular para o conteúdo
Voltar

Homem que esfaqueou vítima por carteira de cigarro é preso pela PM

O suspeito recebeu atendimento médico, fez curativo, recebeu alta e foi detido em flagrante.
Greyce Lima | Secom -MT

Imagem ilustrativa - Foto por: PMMT
Imagem ilustrativa
A | A

Policiais Militares prenderam um homem de 25 anos por tentativa de homicídio, na quinta-feira (06.08), em Guarantã do Norte. O suspeito esfaqueou um homem por causa de uma carteira de cigarros. A vítima ferida no peito foi conduzida em estado grave para o Hospital Municipal.

A Polícia Militar foi acionada ainda na madrugada, via 190, pela equipe do hospital. Os comunicantes relataram que havia acabado de dar entrada na unidade um homem com uma lesão no peito provocada por uma faca e que o objeto perfurante estava no hospital.

Os policiais foram até a unidade de saúde e populares informaram que viram o momento em que a vítima foi deixada no hospital por uma pessoa em um carro saveiro branco e em depois o veículo seguiu para a Rua do Cedros, região do bairro 13 de maio.

A polícia iniciou diligências em torno do bairro para localizar o carro, quando foram informados via 190, que o autor da facada estava dando entrada no hospital onde a vítima estava. Os policiais identificaram o suspeito que estava ferido e o prenderam por tentativa de homicídio doloso.

O proprietário do bar que presenciou o momento das agressões, relatou os dois homens se desentenderam no seu estabelecimento por causa de uma carteira de cigarro e partiram para briga e a vítima acabou esfaqueada. A testemunha ressaltou que ainda tentou intervir na confusão, mas não conseguiu.

A equipe médica do hospital relatou a PM que a vítima sofreu uma facada no peito e segue internada em estado grave no hospital. Já o suspeito recebeu atendimento médico, fez curativo e recebeu alta. O homem foi preso e entregue à delegacia.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes.