Pular para o conteúdo
Voltar

Suspeitos são presos após PM receber denúncias sobre pessoas armadas no Vale do Goiabal

Um dos suspeitos presos é foragido da justiça do estado de Rondônia.
Greyce Lima | Secom - MT

A polícia apreendeu simulacros de arma de fogo, uma pistola, espingarda, 58 munições cal .40, três carregadores de pistola e dois cartuchos recarregados. - Foto por: PMMT
A polícia apreendeu simulacros de arma de fogo, uma pistola, espingarda, 58 munições cal .40, três carregadores de pistola e dois cartuchos recarregados.
A | A

Em Juína, a Polícia Militar prendeu dois homens (57 e 23 anos) com armas de fogo e munições, na última sexta – feira (7), na região do Vale do Goiabal, zona rural do município. Na ação policial foram apreendidos dois simulacros de arma de fogo, uma pistola, uma espingarda, 58 munições cal .40, três carregadores de pistola e dois cartuchos recarregados.  

A PM recebeu denúncias de que pessoas estariam circulando pelo Vale do Goiabal portando armas de fogo e ameaçando os moradores da região. Na tarde de sexta-feira, os policiais realizaram patrulhamento tático na localidade e visualizaram três pessoas em um local onde foi possível verificar em cima de uma mesa, dois simulacros de arma de fogo e uma espingarda cal 36.

A polícia realizou o procedimento de abordagem pessoal nos suspeitos e um deles confessou ser o dono da espingarda alegando que anda armado porque vem sendo ameaçado por uma pessoa em uma caminhonete S10. O homem confessou que é foragido da justiça e que esteve preso na cidade de Porto Velho em  Rondônia, mas  que não voltou ao estado vizinho depois que recebeu benefício da saída temporária do Sistema Prisional. O suspeito recebeu voz de prisão e teve a arma de fogo apreendida. Os dois simulacros de arma de fogo também foram apreendidos pela PM. 

Outro homem abordado pelos policiais portava um coldre, uma pistola cal 40 com três carregadores municiados e 58 munições.  O suspeito justificou que tem registro da arma, que tem registro de caçador, ele disse ainda que trabalha em uma empresa de pesquisa em mineração da região onde existe um conflito agrário e que por isso anda armado para garantir sua segurança, mas moradores do local declararam aos policiais que o suspeito costuma ameaçar as pessoas e sempre transita pelo local portando o armamento de forma ostensiva. O homem foi preso e conduzido à delegacia para prestar esclarecimentos.

O armamento do suspeito foi apreendido e entregue a Polícia Judiciária Civil.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes.