Pular para o conteúdo
Voltar

Polícia Militar resgata coordenador da Funai mantido refém e ação é destaque na imprensa nacional

Após duas horas de negociação, os policiais da 3ª Cia da PM de Colíder conseguiram resgatar a vítima
Greyce Lima | PMMT

- Foto por: PMMT
A | A

Uma ação realizada no final de semana, pela Polícia Militar de Mato Grosso, de resgate do coordenador da Funai mantido refém por mais de 14h por indígenas da tribo Kaiapó ganhou destaque no noticiário nacional. A ocorrência foi registrada pela PM na noite de sexta-feira (19.11), no município de Colíder.  

A ação rápida da Polícia Militar salvou a vítima, que é coordenador da Fundação Nacional do Índio (Funai) no município de Colíder.  O funcionário foi mantido em cárcere privado por cerca de 14h, espancado com chutes, bordoadas e pauladas pelos índios e, em seguida, levado para dentro do escritório da Funai.  

De acordo com o boletim de ocorrência, o homem estava sendo mantido refém desde das 8h30, quando por volta das 19h40, neste período ele tentou fugir e conseguiu se desvencilhar dos índios utilizando um spray de gengibre, mas logo em seguida, o funcionário foi recapturado novamente. 

Assim que foi comunicada sobre a situação, a PM foi até o local e iniciou as negociações com os índios para liberação do refém. Após duas horas de conversa entre os policiais militares com líderes indígenas, a PM obteve êxito e conseguiu libertar o funcionário. A vítima foi encaminhada pela equipe policial ao Hospital Regional para receber atendimento médico devido aos ferimentos e hematomas em decorrência das agressões sofridas.

A ação realizada por policiais do 3º Companhia Independente de Polícia Militar de Colíder ganhou destaque nos telejornais e sites do País. O boletim de ocorrência foi confeccionado pela PM e o caso foi encaminhado aos órgãos competentes para serem tomadas as devidas providências.