Pular para o conteúdo
Voltar

Operação Bairro Seguro percorre pontos sensíveis do Centro Histórico de Cuiabá

Lidiana Cuiabano | Sesp - MT

Sesp/PMMT
A | A

Mais de 90 profissionais da Segurança Pública, entre integrantes da Polícia Militar (PM-MT), Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), Corpo de Bombeiros, Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e agentes do Conselho Tutelar, percorreram, na noite desta quarta-feira (19.04), vários pontos sensíveis da região do Centro Histórico de Cuiabá. Eles passaram, por exemplo, pelo Beco do Candeeiro e a Praça Maria Taquara, locais com altos índices de roubos e furtos, prostituição, uso de drogas e bares irregulares.

A ação integrada faz parte da operação Bairro Seguro, que ocorre desde a manhã desta quarta-feira (19.04) em todo o estado.

Cerca de 80 pessoas foram abordadas durante a ação noturna na Capital. Cinco estabelecimentos comerciais foram notificados e um foi fechado. Cinco pessoas foram conduzidas, uma pessoa com mandado de prisão em aberto e uma em posse de entorpecente.

O comandante regional 1 da Polícia Militar, coronel PM Edgar Maurício Monteiro Domingues, destacou que os pontos escolhidos são locais com altos índices de criminalidade, por isso foram feitas abordagens pessoais simultâneas, além de fiscalização integrada em vários estabelecimentos na região, que muitas vezes servem como locais de prostituição e uso de drogas.

O delegado regional de Cuiabá, Cley Celestino, enfatizou o foco preventivo da ação noturna. “A operação Bairro Seguro tem vários focos, e o desta noite é mais social, com o objetivo de fazer um diagnóstico na área central. Uma fiscalização de bares, alvarás, locais de prostituição, verificar se tem crianças ou adolescentes em situação de risco, verificar moradores de rua e se tem alguém com mandado de prisão em aberto”, explicou.

A operação Bairro Seguro foi deflagrada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) nos 141 municípios de Mato Grosso. Esta é a quarta edição realizada este ano em todo o estado.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Jarbas, disse que as ações desenvolvidas nos municípios serão não só para cumprimento de mandados de prisão, mas também busca e apreensão, além de abordagens.

“O objetivo é combater a criminalidade violenta, homicídio e roubo, principalmente delitos patrimoniais e o tráfico doméstico. Mais uma vez, o sistema de segurança pública faz uma grande operação no estado para melhorar a sensação de segurança da população”, destacou.