Pular para o conteúdo

PROPOSTA PEDAGÓGICA

 

Desenvolver a potencialidade como elemento de autorrealização, preparo para o trabalho e para o exercício consciente da cidadania é um dos desejos da construção desse Projeto Político Pedagógico. Para que isso aconteça, precisa-se ampliar as capacidades e habilidades cognitiva, crítica, criativa, comunicativa e interventiva; de forma que possa construir e reconstruir os saberes, em que o aluno atue como protagonista no processo ensino-aprendizagem. Dessa maneira, se faz necessário proporcionar um processo educacional adaptado a sua realidade (atividades culturais, simulados, atividades complementares à formação cidadã), enfatizando o desenvolvimento de habilidades conforme as Diretrizes Curriculares Nacionais – DCN; oportunizando assim, atividades significativas que permitam estabelecer relações entre o cotidiano e o conhecimento formal (científico), o racional e o afetivo, o individual e o coletivo.

O trabalho educativo ocorre em espaços escolares e não escolares, visando a promoção da aprendizagem em diferentes fases do desenvolvimento, em diversos níveis e modalidades do processo educativo, de forma que o aluno possa reconhecer e respeitar as manifestações e necessidades físicas, cognitivas, emocionais e afetivas nas suas relações individuais e coletivas. Tal procedimento se dará com o relacionamento das linguagens, dos meios de comunicação aplicadas à educação, nos processos didático-pedagógicos, demonstrando domínio das tecnologias de informação e comunicação adequadas ao desenvolvimento de aprendizagens significativas, paralelamente a ele se almeja a promoção e facilitação das relações de cooperação entre a instituição educativa, a família e a comunidade.

Em consequência do trabalho educativo a ser desenvolvido pretende a promoção de uma cultura de avaliação como instrumento de aperfeiçoamento do processo ensino-aprendizagem e como resultado melhorar o IDEB, a média no Enem e diminuir o baixo desempenho dos alunos.